• O motivo

    O Vezes 3 foi criado no início de 2013, exatamente um ano após terminarmos o Ensino Médio. Cada um de nós três foi cuidar da sua vida, fazer faculdade, virar adulto. Apesar de todas as mudanças, uma coisa continuou igual: a vontade de estar junto. Afinal, as amizades não precisam acabar com o colégio, não é mesmo? Então, resolvemos criar esse espaço. Assim, ganhamos mais um motivo para nos reunir e, de quebra, assumimos o compromisso de levar o que construímos a sério (seja o blog, seja a nossa amizade). Entrem! Sintam-se à vontade. Finjam que estão visitando um amigo...

I ♥ Banksy

Oie! Como vocês estão? A semana passada foi uma correria só, e preciso dizer que não tenho mais pés. Como pode alguém sobreviver usando sapato fechado todos os dias? COMO PODE? Não sei o que será de mim no final do mês. Provavelmente já terei aprendido a andar plantando bananeira, que é a solução mais … Continue reading

Tell me something I don’t know.

Olá, gente. Alguém já adivinhou o enredo do post de hoje? É impressionante como é algo tão praticado hoje em dia! Sempre foi, aliás. Mas, talvez, E SÓ TALVEZ, imaginassem, naquela época, que com o advento de revoluções tecnológicas, fenômenos surgindo como a alienação e a mídia – no tocante à notícias televisionadas – e … Continue reading

O universo paralelo das coisas esquecidas

Oie! Antes de tudo: sabe a resposta de estágio que eu tava esperando? Veio. Uma pessoa da empresa me ligou na quarta e deu a notícia… de que eu tinha conseguido! AHAM!!!! Depois de quatro entrevistas, a saga chegou ao fim. Estou devidamente empregada no meu primeiro estágio! O que significa que, hoje, quando esse … Continue reading

Rio 40°C (?)

Boa noite, gente! (E bom Domingo de Páscoa aos cristãos! – hehehe) Você, com certeza, já se deparou na rua com aquele ser que estava usando um coturno e um cachecolzinho no pescoço, daí voltou as atenções para a sua própria roupa e constatou que usava uma ribana e Havaianas. ”Vai ver eu que sou … Continue reading

Falar sério? Seriously?

Olá, gente! Hoje eu quero falar de um comportamento muito peculiar que eu venho observando nas artes, política, música, mídia, esportes. ENFIM, em todo lugar! É algo que eu não sei dizer se vem me incomodando, e digo mais: não sei dizer nem se me importo; e se me importo, até que ponto? Ninguém tem … Continue reading

Por que você merece trabalhar aqui?

Oie! Lembram que, no primeiro post aqui do blog, falamos sobre como entrar na faculdade é algo que nos faz virar adultos de verdade? Pois então, estou aqui pra dizer que, na real, acho que quando começamos a estagiar é que isso acontece. Pra ser sincera, cheguei à conclusão de que viramos adultos muitas vezes … Continue reading

Qual é o seu estilo?

Se você já encontrou dificuldade em responder a essa pergunta, vai se identificar com o post desse domingo. Desde que Aristóteles começou a querer dividir tudo em categorias (sim, aqui é a L falando…), isso virou a lei do ser humano e qualquer coisa que existe tem que pertencer a alguma divisão, classe, tipo ou … Continue reading

There’s no place like home!

Olá, gente, se você leu o título do post e não associou imediatamente a um dos clássicos mais famosos e recém-desencavados do século XX, você não é tão maníaco quanto eu! Hahahaha A frase é uma das mais memoráveis de um filme, certamente, memorável (no mínimo, um must): The Wizard of Oz. Sim, O Mágico … Continue reading

Tatuagem: curiosidades e experiências

Quem nunca ouviu a famosa ladainha de que se quisesse uma tatuagem, que a fizesse em um lugar pouco exposto para que não prejudicasse as oportunidades no mercado de trabalho? Além da escolha de uma marca que ficará pra sempre no seu corpo e que tenha um significado importante pra você, você também tem que … Continue reading

O Mundo de Sofia

Oie! Fazia muito tempo que eu queria ler “O Mundo de Sofia”, livro escrito por Jostein Gaarder que conta a história da Filosofia. Sempre gostei de Filosofia, desde quando resolveram que essa matéria seria obrigatória no colégio. Acho que estava no nono ano. Eu estudava de manhã e as aulas eram à tarde, o que … Continue reading