O colégio acaba. As amizades também?

tumblr_m4ij19tnAb1qe646so1_1280_largeNós temos os nossos amigos do colégio, estudamos com eles, saímos com eles no fim de semana, reclamamos dos professores com eles, contamos nossos segredos para eles, fazemos praticamente tudo com eles. Vê-los dia após dia é parte do cotidiano e a gente não imagina uma vida diferente daquela. Aí, o terceiro ano do Ensino Médio acaba, vem a faculdade e… separa o que acreditávamos ser inseparável. Assim, de uma hora para a outra e sem a menor cerimônia!

A vida tem mania de nos pregar peças. Ela nos impõe esse tipo de mudança constantemente, esse que a gente sabe que vai vir, até se prepara, mas que sempre chega com um pequeno detalhe não previsto: um ingrediente secreto que transforma totalmente o sabor do prato. Porque, quando imaginamos o futuro, o pensamento vem acompanhado de “eu vou continuar vendo os meus amigos, quem se afasta não era amigo de verdade”. Pois não é tão fácil assim.

Ir para a faculdade é, supostamente, o caminho natural depois que nos formamos no colégio. E, para quem tem mesmo a vontade de segui-lo, é também sinônimo de um mundo totalmente novo, com muito menos restrições e muito mais acesso ao que realmente interessa (seja isso drogas e rock’n’roll ou conhecimento que terá utilidade na sua vida profissional). Além de tudo, é o momento no qual se conquista o ao mesmo tempo temido e desejado status de “adulto”.

Muita coisa acontecendo de uma vez só, não é? Os seus amigos, agora, têm colegas novos, trabalhos para fazer, estágio para arrumar. E você também. As datas não batem. Fica cada vez mais complicado reunir o grupo. Dá vontade de voltar no tempo, mas logo depois dá vontade de ir àquela choppada da sua turma, que vai ser memorável. SOCORRO! O que fazer para conseguir administrar tudo isso? Lembra do ingrediente secreto? Vamos fingir que você não gosta de chuchu (aliás, quem gosta de chuchu?). Então. Era chuchu. Mas você está com fome e fica preso no impasse.

Nós – G, I e L – fizemos esse blog porque somos teimosos e não aceitamos que a nossa amizade seja escondida pelos outros compromissos da agenda! Queremos poder ser adultos sem esquecer que, um dia, já fomos crianças. Queremos nos lembrar juntos de como ficávamos loucos esperando a hora do Recreio, só para falar mal do cabelo da menina do 2° ano e comer croissant de chocolate; rir das músicas que compúnhamos no caderno do Ben10 da I, e da vez em que alguém riu alto demais no meio do Intensivão de vestibular.

A distância é inevitável, a gente sabe. Então, além de todo o esforço que estamos dispostos a fazer para diminuí-la, acrescentamos este aqui. Nada melhor do que começar um projeto em parceria para oficializar o compromisso estabelecido. A intenção é sincera e contamos com as vibrações positivas de todos vocês (tem alguém lendo, por acaso?).

A parte boa nisso tudo?

1) Sabe aquelas picuinhas de Ensino Médio? Aqueles mal-entendidos da festa do pijama na noite anterior, que resultam em um gelo na segunda-feira e que te fazem cagar para a aula de Física? Ou pior, te fazem trocar bilhetinhos a aula toda? Pois é, eles não existem mais. Bobagens passam a receber a qualidade que sempre mereceram: a de bobagens.

2) Estar com esses amigos (como tanto já se esteve um dia) passa a ser mágico. Você volta a ser o você de antes. Você nunca deixou de ser você, na verdade. Mas com eles, você é você… pleno! Pode compartilhar com eles as suas inseguranças e medos de uma forma que só é possível mesmo com eles, porque aquela cumplicidade já vem sendo construída há anos. Ainda por cima, vocês estão vivendo experiências semelhantes, então eles vão te entender perfeitamente.

3) Vai rolar intercâmbio de amigos! E de garotos gatos (óbviooo). Vai ter muita festa! Muita choppada! E muita história pra contar. Incluir os amigos antigos nos novos programas é a coisa mais genial que se pode fazer, e nós já tratamos de fazer isso.

É isso, pessoal! No próximo post, vocês vão saber um pouco mais sobre cada um de nós. Aguardem.
Beijos do G, da I e da L.

Advertisements
Comments
One Response to “O colégio acaba. As amizades também?”
Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] que, no primeiro post aqui do blog, falamos sobre como entrar na faculdade é algo que nos faz virar adultos de verdade? Pois então, […]



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: