Customização ou Do It Yourself (DIY)

Hoje, faremos um post sem nosso representante masculino-nem-tão-masculino-assim, pois ele está na pior. Está muito triste e… está em NY! Não tá triste nada. Tá que nem pinto no lixo, como diriam nossas mães. Desde sempre, ele tinha uma fixação pelos EUA, mas nunca tinha ido – só pelo Google Maps, mesmo, e pelo Street View ainda, que DIVO! – e agora ele está realizando esse sonho (além de estar comprando presentes pras amigas lindas, assim esperamos). Então, dadas as devidas satisfações sobre a ausência do G, vamos ao post de domingo:

Sabe aquela calça horrível, com um desenho brega no bolso que você ganhou da sua tia no Natal de 1520? Sabe aquele short meio sem graça que você usa pra ir à padaria? E aquela camiseta básica que pode ter sido do seu irmão algum dia? Então, seguindo a linha meio “Fashion Day” do domingo passado, hoje a gente vai mostrar umas customizações bem fáceis. Algumas dessas dá pra você fazer quando você não acha nada pra vestir e faltam 20 minutos pra sair, experiência própria –I aqui, hihihi.

Todo mundo quer uma peça customizada, e o que não faltam são posts com mil maneiras de ter um jeans rasgado, de como fazer um short manchado e de como aplicar tachinhas e spikes. Então, a gente não vai seguir nesse rumo de tutorial, vamos só mostrar as roupas que a gente customizou, usa e adora. Se vocês quiserem saber mais, perguntem nos comentários, que aí a gente faz um passo a passo com fotos e tudo explicadinho pra vocês fazerem também.

Seguindo essa febre de customizações e peças originais, além de roupas velhas e que não usávamos mais, a gente também comprou peças baratíssimas pra se ficar horrível não desperdiçar tanto dinheiro botar nossa imaginação em prática!1

I: O típico short manchado. Acho que antes do primeiro passo, manchar um short com água sanitária é quase como engatinhar. Essa era uma calça horrorosa que eu usava na oitava série e tava muito larga, então eu cortei e fiz meio que um degradée. A parte desfiada debaixo foi, unica e exclusivamente, trabalho da máquina de lavar, não desfiei nada, não passei lixa, só botei tanto pra lavar que ficou assim e eu curti muito!

3

Então, lembra que eu falei que aquele bolso horrível tinha um jeito? Eis a solução! Essa era uma bermuda que eu usava no ensino médio, mas, como eu ODEIO bermudas (mais uma pra lista de coisas que eu odeio, rs), eu cortei e transformei num short. Um short tão sem graça, tadinho, que eu tive que pensar em algo pra fazer com ele. Eu sou louca por uma máquina de costura, mas como eu ainda não comprei uma, eu costurei a mão mesmo. Eu usei um pedaço de pano preto qualquer. Esses dias, minha mãe me mostrou uma loja de couro que vende uns retalhos e eu acho que ficariam muito lindos em bolso de short, quando eu tentar, eu posto aqui.

2

Minha mais nova criação! Tcharan! Fiz esse anteontem. Eu tava doida por um short claro com estampa étnica preta, mas não achava em lugar nenhum da face da Terra, então peguei um short que comprei por 30 reais numa lojinha do Saara e comecei a desenhar com marcador permanente. Eu comecei fazendo uns testes no bolso de trás, porque se desse errado, eu podia por em prática a minha ideia do retalho de couro, mas, como deu tudo certo, eu comecei a fazer na frente dele.

4

Adoro essa calça – hoje em dia, óbvio. Ela era muito feia, hahaha. Tinha uma boca meio reta, meio larga, uns bolsos na frente e, JESUS, POR QUE EU COMPREI ISSO? Enfim, eu mesma apertei a boca dela e descosturei os bolsos mas mesmo assim, ainda não tava boa, tava sem graça demais. Foi aí que eu tive a grande ideia de juntar todos os posts de como rasgar jeans que eu já tinha visto na vida e deu nisso aí!

563263_579198075425771_801560856_n

L: Essa blusa é daquelas bem baratinhas que a gente encontra nas Lojas Americanas, masculinas, que custam uns R$9,90 a dúzia (brinks, rsrsrs). Foi comprada pra cortar, mesmo. O short é do tempo que eu ainda brincava de boneca ou sei lá, só sei que é muito antigo. Eu odiava ele, nunca usava, até que resolvi usá-lo de cobaia nas minhas experiências com água sanitária. No fim, ficou legal, e agora uso direto. O bom é que roupa velha é sempre confortável, né?

5

I: Blusas masculinas que eu comprei há meses no Walmart – não, você não leu errado, eu estou mesmo falando do mercado – quando eu tava fazendo compra de mês com a minha mãe. Paguei 19,90 em cada uma delas e cortei cada uma de um jeito. Eu não cortei todas no mesmo dia, deixei elas guardadas, aí, toda vez que eu queria sair e não gostava de nenhuma roupa, pegava uma e cortava de um jeito diferente. P.S.: Eu fui no Walmart ontem e achei uma calça jeans ótima pra cortar por 24,90 e uma regata estampada maravilhosa que virará um cropped top por 19,90. YAY! I s2 Walmart.

É isso, pessoal! O que acharam? Vocês também fazem muita customização? Deu pra perceber que a I é a rainha do DIY, né? Haha. Quanto mais a gente faz, mais a gente pega o jeito. É ótimo querer uma coisa e conseguir fazê-la, em vez de ficar esperando encontrar em alguma loja.

Bom fim de domingo pra todos e mãos à obra!

Advertisements
Comments
2 Responses to “Customização ou Do It Yourself (DIY)”
  1. Adoro customizar peças também! E adorei as suas. Amei mais ainda as blusas do Walmart!!! Hahah, nunca tinha pensado nisso… E fica bem legal mesmo! No Extra também tem várias roupitchas perfeitas pra customização! s2
    beijos!
    http://doiss2.blogspot.com.br/

Trackbacks
Check out what others are saying...
  1. […] gente sabe que customização virou febre, até falamos sobre isso no post do domingo passado, mas, como sempre, acabam rolando uns exageros. Shorts que parecem arco-íris: não vamos com a […]



Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: